1591

Câmara Municipal de Canudos

Pular para o conteúdo

CORONAVÍRUS

Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/coronavirus.htm
28/02/2020 às 09h29

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Coronavírus são uma família de vírus, conhecida há muito tempo, responsável por desencadear desde resfriados comuns a síndromes respiratórias graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers). A transmissão desses vírus pode ocorrer de uma pessoa para outra por meio do contato próximo com o doente. Recentemente, um novo tipo de coronavírus foi descoberto, o 2019-nCoV, o qual tem causado mortes e também bastante preocupação.

Vale salientar que os coronavírus são vírus zoonóticos, ou seja, podem ser transmitidos entre o ser humano e outros animais. Porém, isso não ocorre com todos os coronavírus, sendo conhecidos alguns tipos que circulam apenas entre os animais.

SINTOMAS DE DOENÇAS CAUSADAS PELOS CORONAVÍRUS

-Tosse;

-Dificuldade respiratória;

-Falta de ar;

-Febre.

Em casos de síndromes respiratórias mais graves, podem ocorrer insuficiência renal e até mesmo morte.

PREVENÇÃO DO CORONAVÍRUS

Para se prevenir de doenças causadas por coronavírus, as principais medidas são:

-Evitar contato próximo com pessoas que apresentam infecções respiratórias;

-Lavar bem as mãos;

-Evitar tocar os olhos, nariz e boca sem ter higienizado as mãos;

-Evitar compartilhamento de objetos de uso pessoal, tais como copos e talheres;

-Evitar contato com animais doentes;

-Cozinhar bem ovos e carne.

Síndromes respiratórias agudas graves causadas por coronavírus

A SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) são duas ocorrências graves causadas pelo coronavírus.

A SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE (Sars) foi identificada pela primeira vez na China, em 2002. Essa doença espalhou-se rapidamente e causou a morte de mais de 800 pessoas. A epidemia global da doença foi controlada em 2003. Os sintomas da Sars são febre, tosse e dificuldade respiratória, evoluindo rapidamente para insuficiência respiratória. Não há casos da doença desde 2004. Hoje se sabe que a transmissão da doença apresentava relação com gatos selvagens que continham o vírus.

A SÍNDROME RESPIRATÓRIA DO ORIENTE MÉDIO (Mers) foi identificada pela primeira vez na Arábia Saudita, no ano de 2012. Os sintomas são semelhantes aos de outras doenças causadas por coronavírus, ou seja, febre, tosse e falta de ar. Alguns pacientes também relataram sintomas gastrointestinais. Hoje se sabe que o vírus ligado à Mers tinha nos dromedários um importante reservatório. Esses animais eram, portanto, os transmissores da doença.

Coronavírus (2019-nCoV)

O 2019-nCoV é o coronavírus mais recentemente descoberto. Ele foi isolado no dia 7 de janeiro de 2020 e detectado primeiramente na cidade chinesa de Wuhan. Antes dessa identificação, a China já havia informado a Organização Mundial de Saúde, no dia 31 de dezembro de 2019, da ocorrência de uma pneumonia de causa desconhecida. A primeira morte ocorrida em decorrência desse novo vírus aconteceu no dia 11 de janeiro de 2020 e, até o dia 25 de fevereiro de 2020, já haviam sido contabilizadas 2708 mortes e mais de 80 mil casos confirmados em todo o mundo.

Inicialmente, acreditou-se que a doença era transmitida apenas de animais para humanos. Entretanto, após o aumento do número de casos, descobriu-se que a transmissão poderia ocorrer também de uma pessoa para outra. Os sintomas da infecção causada pelo novo coronavírus são: febre, dificuldade respiratória, tosse e falta de ar. Os casos mais graves podem evoluir para insuficiência renal e síndrome respiratória aguda grave.